28/02/2012

Lennon Araújo Lemes


Oi Lennon,

Acabei de chegar da ecografia, mas eu já tinha uma certeza tão grande dentro de mim que serias  um menino. Intuição, pressentimento, mediunidade, sexto sentido, sei lá...O fato é que sempre senti que seria mãe de um menino.

Eu já consigo imaginar vc correndo pela cozinha, espalhando brinquedo pela sala, brincando de cavalinho enquanto segura os cabelos do teu pai, tirando o sossego dos teus irmãos. Imagino a alegria do teu pai quando te segurar nos braços pela primeira vez e também o orgulho dele quando vestires em ti uma camisa do grêmio. Deste fato você não escapa, mesmo eu sendo colorada...

Fico feliz em te informar que vc é fruto de um grande amor. Um amor que venceu muitos obstáculos, que venceu preconceitos, que venceu a fragilidade humana, que venceu suas próprias limitações. Um amor que foi capaz de perdoar, um amor que superou as vaidades da vida, um amor que de tão grande transbordou e virou uma nova vida: Você!

De certa forma vc sempre esteve entre a gente. A tua ausência me foi presença estes quase seis anos que estou com o teu pai. Ele sempre desejou o teu nascimento. Sempre ouvi ele falar que queria ser pai novamente e de um menino... Porém eu, tomada de medo do futuro sempre me fiz de desentendida. Fugia do assunto sempre que possível e fingia não entender o desejo dele de ser pai novamente, já que na primeira vez que foi pai, devido a pouca idade e a imaturidade da juventude, não pode aproveitar tanto quanto deveria os prazeres da paternidade. O amor dele foi mais generoso que o meu. Ele tocava no assunto em algumas ocasiões e quando via minha resistência, calava-se. Hoje, vendo sua felicidade  com a tua chegada percebo o quanto fui egoísta em não aceitar receber você antes.

Não que eu não desejasse sua presença, mas para quem já criou 4 filhos sozinha, criar mais um era um monstro que me aterrorizava. O medo, sempre o medo me perseguindo...Talvez quando cresceres entenderás que os adultos algumas vezes por medo de perder acabam perdendo, por medo de sofrer acabam sofrendo e por medo do novo acabam por deixar de viver momentos maravilhosos.

Seu nome foi escolhido com muito carinho. Foi o nome de um homem que cantou a paz em suas melodias, pregava que o mundo deveria sonhar o mesmo sonho e não teve vergonha de assumir um grande amor e vivê-lo integralmente até o último dia de sua vida.

Tenho tantas coisas para te ensinar, mas a principal delas é o valor da família. Nada neste mundo é mais importante que uma família unida e bem estruturada. É num ambiente assim que conseguimos a verdadeira felicidade. Muitos a procuram no dinheiro, na bebida, nas drogas, mas eu sei que você será um grande homem e dará valor ao que realmente interessa nesta vida: o amor!

Um dia irei te contar como vc foi planejado, irei contar a emoção do teu pai ao saber que eu estava grávida e como eu fiquei feliz e também assutada ao saber da tua chegada. Eu sou uma mulher de sorte. Colocar um filho no mundo, tão desejado e tão quisto, é uma benção. Um dia alguém me falou que o universo conspirou a nosso favor te enviando como filho em um momento tão especial. É verdade! Eu também penso assim, pois todo o resto se tornou tão pequeno diante da possibilidade de ser mãe novamente.

Eu tenho certeza que terás muito orgulho da tua família. Terás irmão maravilhosos, já nascerás tio de um gurizão, o Rafael, uma Dinda que já te ama muito e que ficou sabendo da tua existência antes mesmo que eu.   E o teu pai? Ah, o teu pai é o homem mais interessante que eu já conheci em toda minha vida e nos ama muito, disto tenho certeza!

Eu só tenho a agradecer a vc toda esta emoção que estou sentindo e por me fazer relembrar a emoção da maternidade. Te aguardamos aqui fora, meu pequenino, neste mundo doido em que só os loucos sobrevivem. Te amo muito meu filho, e seguiremos juntos nesta empreitada que a vida nos deu...

Célia Araújo

Um comentário:

  1. Não segurei algumas lágrimas, é muito emocionante o que tu escreveu, também fico imaginando nosso Lennon, espero que venha com muita saúde porque o resto ele terá de sobra, que se chama AMOR, te amo muito obrigado!!! Paulo

    ResponderExcluir